O Homem que Amou a Primavera – O Baile de Formatura

O New Orleans High School, estava decorada de forma impecável, assim como as quatro pessoas Ian, Dayra, Gabriel e Sean que chegaram à festa de limusine. Anny esperava Ian na porta e estava vestida lindamente com um vestido que combinava com seus lindos e longos cabelos vermelhos como se fossem labaredas. Ian e Sean trajavam um smoking tradicional com peças tradicionais. Gabriel também estava quase como eles, se não fosse pela sua inconfundível gravata borboleta vinho.

O Homem Que Amou A Primavera: O Jogo 

— Daniel, eu gosto de você, eu amo você, porém você fala umas coisas que muito me decepcionam — a menina falou claramente chateada. — Desde que te conheci eu admirei você por ser, além de bonito, justo. Quando conheci a sua família fiquei mais admirada ainda, pois vocês não esconderam nada, foram transparentes e se eu não aceitasse aquilo, bom, a intrusa era eu. — A menina caminhou até o namorado e continuou: — Eu me encantei pelo jeito com que você tratava o seu irmão, o jeito como cuidava dele. Aprendi a gostar dele e a considerá-lo meu irmão também. E irmãos protegem uns aos outros, isso eu aprendi contigo. Hoje, Daniel, você é minha decepção, e não pense que é por culpa do seu irmão, pois a culpa disso é única e exclusivamente sua. Seja o homem que sempre me deu orgulho e entenda isso. — A menina encerrou a fala e voltou para dentro do bar, pois as pessoas já estavam chegando e ela iria ajudar. 

O Homem Que Amou a Primavera – O Casamento 

Aquele de fato era o dia mais feliz da minha vida. Ora! Quantas pessoas se casam com o seu primeiro e único amor? Quantas pessoas conseguem ter o privilégio de estar cercadas por familiares e amigos que estão ali para transbordar a sua felicidade? Quando se trata de pessoas LGBTQIA+ este número seleto diminui ainda mais drasticamente

Sair da versão mobile